Digo não ao carnaval

Não quero expressar minha opinião como teólogo, pedagogo, pastor, ou qualquer outra coisa que meu currículo possa indicar. Quero falar como cidadão, como pessoa, como homem. Como pessoa que merece respeito.

Para que serve o carnaval? Pergunta simples resposta direta: para que 10 ou 20% da população vire bicho, se animalize mesmo, e o resto da população tenha que se esconder. Só para isso.

Ta certo que, fora o que tem que trabalhar, o resto aproveita o feriado. Muitos aproveitam o feriado trancados dentro de casa, sem nada para fazer. Para esse tanto, haja algodão no ouvido. Outros, são mais privilegiados que esses, podem se esconder no interior ou na praia. Mas a maioria dos inocentes são obrigados a sofrer de tudo nessa época e fica calado.

Claro que tem que ficar calados, estamos no país do carnaval. Ou será que 99% da população brasileira não samba, não joga futebol e não se prostitui o ano inteiro? Claro que sim! Não é a toa que os jogadores brasileiros são mais valorizados e o turismo sexual no Brasil é um dos mais atrativos!

E isso é tão normal que o governo gasta milhões de reais distribuindo camisinhas, pílulas abortivas e gel lubrificantes. Mesmo que alguém me diga “ah! Eu dou o é meu”. Complemento, você dá o que é seu, gastando o que é meu. Afinal, os impostos que são “investidos” na promiscuidade de alguns sai do meu bolso também.

Mas claro, o Brasil pode financiar a sodomia nacional. Educação, Saúde e Segurança são exemplos para o mundo. Por isso, atrair o turismo e manter o povo dopado é o que há de melhor a se oferecer.

Não podemos esquecer que um povo drogado e sexualizado é capaz de consumir qualquer coisa! Enquanto o Brasil se mantiver sobre o trinômio Sexo, Drogas e Violência estaremos seguros. Pois é, pessoas drogadas, libidinosas e amedrontadas compra de tudo e se submetem a tudo.

Mas esse não é o retrato do Brasil. Podem perguntar, 80% desse povo não se representado no carnaval, o carnaval é a festa de alguns, que a mídia diz que é de todos e que o governo financia, como se isso fosse verdade.

O que eu tenho a dizer sobre o carnaval é que se o feriado caísse num sábado, ninguém sequer se lembraria da festa, quase todos ficariam triste por não ter um feriadão, a maioria ficaria aliviado por não ter que ouvir músicas de mau gosto. Os noticiários ficariam meio parados por não ter desgraças para noticiar. O mundo nos olharia com outros olhos e o Brasil produziria mais, bem mais.

O Brasil seria muito mais feliz sem o carnaval.

 



Escrito por Alexandre Luquete às 22h23
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


Histórico
    Categorias
    Todas as mensagens
    Muito pessoal
    Bobagens
    Coisas sérias


    Votação
    Dê uma nota para meu blog


    Outros sites
    Meu bloguinho antigo
    Querensa
    QQQ